sábado, 29 de outubro de 2016

tudo é mercado



tudo é mercado
marcado
demarcado
todos                    nascem       predestinados
ao vício          ao ócio    ao trabalho
beber e se entreter
depois de um dia de luta
um ano uma semana de labuta
gastar um pouco guardar um pouco
um pouco de juventude
que se vai a cada dia
toda revolta    se conforma     ao conforto
tudo é negócio
o ócio
o vício
o cio
a sina de todo viver
a fé a fama a canção
tudo é poder
cálculo
tesão
compaixão
tudo é necessidade
propriedade
princípio
realidade
tudo diz não
estado
domínio
cidade

preciso errar
preciso acert
ar-te

Poema do livro Popsia

Nenhum comentário:

Postar um comentário